Papa diz que reformas no Vaticano continuarão, apesar de vazamento de documentos

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco condenou neste domingo o recente vazamento de documentos confidenciais do Vaticano, mas disse que isso não iria fazer com que deixe de levar adiante as reformas na Santa Sé. Falando a dezenas de milhares de pessoas na praça de São Pedro, o papa pediu aos fiéis que não se perturbarem pelos vazamentos. "Eu também quero dizer a vocês que este fato triste certamente não vai me distrair do trabalho de reforma que está avançando com a ajuda dos meus assessores e com o apoio de todos vocês",disse. (Por Philip Pullella)