Papa elogia repórter que o flagrou em loja de discos

·1 min de leitura
Papa Francisco

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco parabenizou o repórter que o pegou visitando velhos amigos que administram uma loja de discos em Roma nesta semana, brincando que foi "má sorte" a notícia ter vazado.

A visita na noite de terça-feira deveria permanecer em segredo, mas Javier Martínez-Brocal, da agência de notícias televisivas Rome Reports, estava por acaso na região central de Roma. Ele filmou a cena em seu telefone celular, publicou no Twitter, e o vídeo viralizou.

Em uma carta a Martínez-Brocal na quinta-feira, Francisco, de 85 anos, parabenizou o jornalista por seu trabalho e lamentou seu próprio infortúnio.

"Você não pode negar que foi um caso de má sorte... depois de tomar todas as precauções, havia um repórter ali no ponto de táxi", disse Francisco na carta que Martínez-Brocal compartilhou com seus colegas na sexta-feira.

"Ninguém deveria perder o senso de humor", disse Francisco. "Obrigado por fazer seu trabalho, mesmo se colocou o papa em dificuldades."

Francisco, que evita carros à prova de balas e escoltas policiais visíveis, chegou à loja de discos StereoSound, próxima ao Panteão de Roma, em um Fiat 500 branco simples, dirigido por um funcionário do Vaticano. Ele ficou lá por cerca de 15 minutos.

Os donos da loja disseram depois que haviam feito amizade com ele anos atrás, quando ele ainda era o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires. Ele visitava a loja para comprar discos de música clássica e CDs quando estava em Roma pela Igreja, e se hospedava em uma residência para sacerdotes visitantes na região.

(Reportagem de Philip Pullella)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos