Papa enaltece coragem dos jovens sírios

O Papa Bento XVI enalteceu neste sábado a "coragem" dos jovens sírios diante da violência em seu país - que já causou a morte de mais de 27.000 pessoas -, em discurso na sede do patriarcado maronita de Bkerke, no norte de Beirute.

"Entre nós há jovens provenientes da Síria e quero dizer o quanto admiro sua coragem", destacou o Papa em seu discurso em um encontro com milhares de jovens cristãos, ao qual também assistiram representantes de outras religiões.

"Digam a suas famílias e a seus amigos que o Papa não os esqueceu. Digam que o Papa está triste por causa de seu sofrimento e de sua dor. Que não se esquece da Síria em suas orações ou em suas preocupações", completou.

No segundo dia de sua primeira visita ao Líbano, o Pontífice pediu pela coexistência pacífica entre muçulmanos e cristãos.

O Papa afirmou que é preciso "não se esquecer dos que sofrem no Oriente Médio. É hora de muçulmanos e cristãos se unirem para pôr fim à violência e às guerras".

"É uma linda mensagem, mas queremos que não sejam apenas palavras, e sim atos para deter a violência", declarou Jacqueline Saade, uma síria de 25 anos.

Em uma atmosfera alegre, fiéis entoavam cantos religiosos e dançavam, enquanto o Sumo Pontífice parecia visivelmente contente em meio aos jovens com gorros brancos em que se podia ver a frase "Dou-lhes a minha paz".

No domingo, o Papa irá celebrar uma enorme missa em Beirute para encerrar sua visita ao Líbano.

A visita do Papa ao Líbado ocorre em meio a uma onda de protestos nos países árabes contra o filme "A Inocência dos Muçulmanos", considerado ofensivo ao Islã.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias