Papa faz apelo por inoculações contra Covid e diz que vacinas são amigas da humanidade

·1 minuto de leitura
Papa Francisco no avião papal

Por Philip Pullella

A BORDO DO AVIÃO PAPAL (Reuters) - O papa Francisco disse nesta quarta-feira que não entende por que tantas pessoas, inclusive alguns cardeais da hierarquia da Igreja Católica, se recusam a ser imunizados contra a Covid-19.

"É um pouco estranho, porque a humanidade tem um histórico de amizade com as vacinas", disse ele a bordo do avião papal voltando da Eslováquia ao responder pergunta de um repórter sobre as razões da desconfiança das vacinas.

"Na infância (fomos vacinados) contra sarampo, pólio. Todas as crianças foram vacinadas e ninguém disse nada".

Francisco, que já foi vacinado contra a Covid, pede com frequência que outros se imunizem pelo bem comum.

No avião, ele disse que talvez algumas pessoas tivessem medo a princípio porque havia várias vacinas disponíveis e algumas acabaram se revelando "pouco mais do que água destilada" – mas não as identificou.

"Até no Colégio dos Cardeais há alguns negacionistas da vacina", disse ele. "Mas um deles, coitado, está hospitalizado com o vírus. Estas são as ironias da vida".

Francisco não mencionou o nome de nenhum deles, mas o cardeal Raymond Burke, conservador e cético das vacinas, foi hospitalizado nos Estados Unidos no mês passado depois de contrair o vírus.

Alguns bispos conservadores antivacinas, particularmente nos EUA, dizem que os católicos deveriam ter a possibilidade de alegar objeções de consciência à vacina por motivos religiosos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos