Papa foi incapaz de caminhar no avião papal devido a dores no joelho

Papa celebra missa no Vaticano

A BORDO DO AVIÃO PAPAL (Reuters) - A dor no joelho do Papa Francisco foi tão grande durante sua viagem ao Barein nesta quinta-feira que ele não pôde caminhar no avião papal saudando os repórteres que o acompanhavam, como costuma fazer.

O papa de 85 anos caminha com uma bengala desde que rompeu um ligamento no joelho no início deste ano e às vezes usa uma cadeira de rodas, mas durante os voos sempre conseguiu caminha pela aeronave para trocar algumas palavras com os jornalistas que fazem a cobertura de imprensa do Vaticano.

"Hoje eu tenho muita dor e não estou disposto a me mover pelo avião, então vou me sentar e vocês vêm até mim", disse Francisco aos repórteres durante o voo para o Barein para uma viagem de quatro dias.

Ele disse que fez fisioterapia na quarta-feira e que seu joelho sempre dói no dia seguinte.

Apesar da dor, Francisco apareceu de bom humor enquanto os jornalistas o cumprimentavam individualmente na parte da frente do avião.

"Será uma viagem interessante que nos fará pensar", disse.

A viagem entre os dias 3 e 6 de novembro tem como objetivo melhorar os laços com o mundo islâmico, mas o papa também deve tratar de um conflito no Barein sobre os direitos humanos que coloca a monarquia sunita contra sua oposição xiita.

Francisco falará ao "Fórum do Barein para o Diálogo: Leste e Oeste para a Coexistência Humana", manterá conversações com o Rei Hamad bin Isa al-Khalifa, e se encontrará com o Conselho Muçulmano de Anciãos em uma mesquita no complexo do palácio real.

O Barein disse que o fórum inter-religioso que está organizando durante a visita do papa tem como objetivo "cimentar ainda mais os valores de paz e tolerância", incluindo o diálogo para promover a coexistência.

(Reportagem de Philip Pullella)