Papa Francisco adia visita ao Líbano por motivos de saúde

***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 27-07-2013, 09h30: O papa Francisco no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)
***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 27-07-2013, 09h30: O papa Francisco no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O papa Francisco adiou uma visita ao Líbano, inicialmente marcada para junho, por motivos de saúde, anunciou o ministro do Turismo libanês, Walid Nassar, nesta segunda-feira (9).

"O Líbano recebeu uma carta do Vaticano informando-o oficialmente da decisão de adiar a visita planejada do papa ao Líbano", disse Nassar em um comunicado, citando "razões de saúde".

O pontífice de 85 anos, que sofre com uma osteoartrite que afetou um ligamento do joelho direito e também com um problema no nervo ciático, precisou cancelar compromissos várias vezes no mês passado devido às dores no local. Na última semana, ele apareceu em cadeira de rodas pela primeira vez,.

A viagem, que aconteceria nos dias 12 e 13 de junho, havia sido anunciada pelo governo libanês e, apesar de nunca ter sido oficializada pelo Vaticano, o papa comentou sobre planos relacionados a ela em entrevistas recentes.

Um plano para Francisco ir do Líbano a Jerusalém em 14 de junho para se encontrar com Cirilo, o patriarca da Igreja Ortodoxa Russa, já havia sido cancelado por causa da Guerra da Ucrânia.

A viagem ao Líbano provavelmente acontecerá após o verão, disse uma fonte à Reuters.

Francisco deve fazer duas viagens em julho, uma ao Sudão do Sul e à República Democrática do Congo e outra ao Canadá.

Desde a última quinta-feira, quando usou uma cadeira de rodas em público pela primeira vez, ele tem se locomovido dessa maneira em audiências privadas e públicas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos