Papa Francisco atribui ataques em Brasília a enfraquecimento da democracia no mundo

Papa Francisco vê com preocupação invasão golpista no Brasil. Foto: Vatican Media via Vatican Pool/Getty Images
Papa Francisco vê com preocupação invasão golpista no Brasil. Foto: Vatican Media via Vatican Pool/Getty Images

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O papa Francisco lamentou nesta segunda-feira (9) as crises políticas que se espalham pelas Américas e citou nominalmente o Brasil, onde apoiadores radicais do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram a Esplanada dos Ministérios, vandalizando prédios públicos e afrontando instituições democráticas.

"Penso nas inúmeras crises políticas em vários países do continente americano, com sua carga de tensões e formas de violência que exacerbam os conflitos sociais", disse Francisco em discurso perante o corpo diplomático do Vaticano.

"Penso especialmente no que aconteceu recentemente no Peru e nas últimas horas no Brasil", acrescentou, em referência aos ataques em Brasília e aos protestos que se espalharam no país andino desde a tentativa de golpe de Estado do ex-presidente Pedro Castillo.

Para o pontífice argentino, é preocupante o "enfraquecimento, em muitas partes do mundo, da democracia.

Ainda no domingo (8), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se disse perplexa e pediu em nota a responsabilização dos organizadores e participantes dos ataques criminosos em Brasília.

O líder da Igreja Católica se soma a diversas lideranças mundiais que condenaram os atos golpistas. Chefes de Estado e de governo de dezenas de países manifestaram repúdio ao que chamaram de ataque e atentado contra a democracia e as instituições democráticas. A reação à insurreição de bolsonaristas também inclui mensagens de apoio e solidariedade ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).