Papa Francisco visita Quebec e se reúne com primeiro-ministro canadense

Papa Francisco visita Quebec, no Canadá

Por Kevin Dougherty e Philip Pullella

QUEBEC (Reuters) - O papa Francisco se encontrou nesta quarta-feira em Quebec com líderes políticos do Canadá, em uma parada diplomática do principal propósito da sua viagem ao país, pedir desculpas pelo papel da Igreja na administração de colégios internos para nativos nos quais os abusos eram frequentes.

Chegando à capital de Quebec no quarto dia da sua viagem pelo Canadá, o pontífice sentou-se em uma cadeira de rodas e sorriu ao ser cumprimentado na pista do aeroporto por representantes indígenas e líderes políticos.

O papa foi recebido na Citadelle, que fica nas margens do rio St. Lawrence, pelo primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, e por uma longa guarda de honra que vestia uniformes vermelhos e chapéus de pele de urso pretos.

A Citadelle de Quebec é a maior fortaleza britânica construída na América do Norte. Tem vista para um parque chamado Plains of Abraham, onde o discurso do papa a dignatários será transmitido mais tarde. Também é uma das residências oficiais da governadora-geral do Canadá, Mary Simon, que representa a rainha Elizabeth, a chefe de Estado do Canadá.

O pontífice se encontrou primeiro com Simon, que é a primeira pessoa indígena a servir como governadora-geral. Depois, o primeiro-ministro Justin Trudeau, que tornou a reconciliação com os povos indígenas do Canadá uma das suas prioridades políticas, falará privativamente com Francisco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos