Sobe para 62 número de mortos por inundações e chuvas no Peru

Lima, 16 mar (EFE).- O número de mortes pelas inundações causadas pelas intensas chuvas no Peru subiu nesta quinta-feira para 62, sendo 12 delas nos últimos três dias, informou o porta-voz do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN), o general Jorge Chávez.

Em declarações ao "Canal N", Chávez explicou que as mortes aconteceram por conta das cheias nos rios e inundações desde a costa norte do país até a região de Lima.

Chávez indicou que o período de chuvas, que começou em dezembro, vai continuar até o final de abril pelo aumento da temperatura no litoral norte.

Entre as vítimas das últimas horas está uma menina de seis anos, que morreu ao ser arrastada por um deslizamento que passou pela praia Punta Hermosa, 45 quilômetros ao sul de Lima.

A força de água arrastou pedras e árvores, que acabaram nas margens da praia.

O chefe da Região de Lima da Polícia Nacional, Gastón Rodríguez, informou à "RPP Notícias" que o corpo da menor foi encontrado por agentes da Divisão de Emergências.

O prefeito de Punta Hermosa, Guillermo Fernández, disse em entrevista à "RPP Notícias" que "é lamentável estar tão perto da capital e ver que temos que enfrentar isto sozinhos".

Fernánfez disse que não recebeu ajuda do governo central nem da Defesa Civil para enfrentar a emergência.

Um trecho da estrada Pan-americana Sul permanece fechado e o serviço de água potável foi limitado em Lima. EFE