Sobe para 14 o número de mortos por ataque do EI contra mercado de Mossul

Mossul (Iraque), 27 mar (EFE).- O número de vítimas em um ataque do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em um mercado da cidade iraquiana de Mossul, perpetrado no domingo, subiu nesta segunda-feira a 14 mortos e 43 feridos, informaram fontes médicas.

Entre as vítimas mortais há duas crianças e uma mulher, informou à Agência Efe o diretor de centro médico bairro Al Muharibin, Mohammed Safar.

No primeiro balanço de vítimas do ataque divulgado ontem, que teve como alvo o mercado popular Al Nabi Yunis, situado no centro do oeste de Mossul, era de dois mortos e dez feridos.

O ataque foi realizado com quatro foguetes Katyusha e não com morteiros, como se achava ontem, afirmou o general Naym al Jabouri, comandante das operações militares da província de Ninawa.

Al Jabouri disse que as forças de segurança estabeleceram um cordão para afastar a população civil da zona por medo de que o EI prossiga com seus ataques, que são frequentes contra as zonas de Mossul que estão sob o controle das forças governamentais.

O Exército e a Polícia iraquianos realizam uma grande ofensiva para expulsar o EI de Mossul e atualmente já recuperaram toda a metade leste da cidade e cerca da metade do território da parte ocidental da cidade, que está dividida em dois pelo rio Tigre. EFE