Papa quer reforma de estruturas frágeis da Igreja católica

Papa Francisco em 29 de junho de 2013 na Basílica de São Pedro, no Vaticano

O papa Francisco pediu neste sábado que os católicos não temam a reforma das "estruturas antigas e frágeis" da Igreja católica, como a burocracia e o banco do Vaticano.

"Na vida cristã e na Igreja também há estruturas antigas e frágeis. Devemos renová-las", declarou o sumo pontífice durante uma missa privada para os Guardas Suíços, segundo o site da Rádio Vaticano.

"Não devemos ter medo de abandonar as estruturas frágeis que nos aprisionam", aconselhou.

Francisco, um papa conservador moderado eleito por um conclave de cardeais em março passado, lançou uma investigação sobre o funcionamento do banco do Vaticano e pediu que vários cardeais proponham uma série de reformas da administração vaticana durante uma reunião prevista para outubro.

O banco do Vaticano, chamado de Instituto para as Obras Religiosas, está em pleno centro de uma investigação italiana sobre lavagem de dinheiro.

Uma série de documentos oficiais do Vaticano vazados no ano passado pelo mordomo de Bento XVI denunciaram atos de corrupção e um mau funcionamento da Cúria romana, a administração central da Igreja católica.