Papa visitará Cazaquistão e pode se encontrar com líder ortodoxo russo

Papa Francisco e patriarca ortodoxo russo Kirill durante encontro em Havana

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco participará de um encontro de líderes religiosos no Cazaquistão em setembro, informou o Vaticano nesta segunda-feira, uma reunião na qual ele disse anteriormente que espera se encontrar com o patriarca ortodoxo russo, que apoia a guerra na Ucrânia.

Francisco deve estar na capital Nursultan de 13 a 15 de setembro para participar do 7º Congresso de Líderes das Religiões Mundiais e Tradicionais, disse o Vaticano.

O papa afirmou em várias entrevistas recentes que espera se encontrar na capital cazaque com o patriarca Kirill, que deu seu total apoio à invasão russa da Ucrânia, que começou em 24 de fevereiro.

Francisco planejava se reunir com Kirill em 14 de junho em Jerusalém, mas cancelou a conselho dos diplomatas do Vaticano.

Se a reunião de setembro acontecer, será apenas a segunda depois que eles se encontraram em Cuba em 2016. Este foi o primeiro encontro desse tipo entre um papa e um líder da Igreja Ortodoxa Russa desde o Grande Cisma em 1054.

O comunicado do Vaticano anunciando a viagem não mencionava Kirill. Foi divulgado em russo, italiano e inglês. Cazaque e russo são as duas línguas oficiais do país.

A guerra na Ucrânia causou um racha entre o Vaticano e a Igreja Ortodoxa Russa.

Em uma entrevista publicada em maio em um jornal italiano, Francisco disse que Kirill "não pode se tornar o coroinha de Putin". A Igreja Ortodoxa Russa mais tarde repreendeu o papa pela observação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos