Papu Gómez: conheça o 'maluco beleza' que é hit na Argentina e acusa ex-treinador de agressão no vestiário

Invicta há 36 partidas, a Argentina chega ao Catar como uma das principais favoritas ao título. E para a estreia diante da Arábia Saudita, às 7h (de Brasília), os hermanos terão uma novidade na escalação: o meia 'Papu' Gómez ganhou a vaga de Alexis Mac Allister e será o titular. A notícia foi comemorada pelos torcedores, que verão em campo um dos seus jogadores mais carismáticos e controversos.

Alejandro Gómez começou a carreira no Arsenal de Sarandí, da Argentina, onde apareceu após conquistar a Copa Sul-Americana de 2007. O apelido foi cunhado por sua mãe, que carinhosamente se referia a ele como ‘Papuchito’ quando era criança. Aos 34 anos, o meia disputará no Catar sua primeira e única Copa do Mundo.

Na Argentina, 'Papu' passou pelo San Lorenzo, onde foi treinado por Diego Simeone, atualmente comandante do Atlético de Madrid. É um dos pupilos do técnico, que não perde a oportunidade de rasgar elogios ao jogador. Depois passou por Catania, Metalist e Atalanta, onde virou ídolo e protagonizou uma das maiores polêmicas da carreira.

Dentro de campo, 'Papu' quebrou o recorde de assistências da história do Campeonato Italiano — foram 15 em apenas uma temporada, a de 2019/2020. Fora dele, acusa o técnico Gian Piero Gasperini de tentar agredi-lo fisicamente nos tempos de Atalanta, após uma partida contra o Midtjylland, pela Uefa Champions League. No caso, Gómez teria desobedecido uma ordem do treinador em campo.

Isso foi o estopim para o fim da passagem de "Papu" pela equipe de Bergamo, com a venda ao Sevilla sendo fechada rapidamente e o ídolo saindo pela porta dos fundos no time italiano.

— Eu tive que ir embora do clube. Esperei um pedido de desculpas do técnico, que jamais veio. Ele estava certo em ter ficado bravo [por não ter obedecido a ordem em campo]. Já imaginava que ele ia me substituir no intervalo, e isso aconteceu mesmo. Mas, no intervalo, quando fomos ao vestiário, ele passou todos os limites e tentou me agredir fisicamente — afirmou Gómez. Em entrevista à Gazzetta dello Sport, Gian Piero Gasperini negou a história.

A audácia de 'Papu' também está presente em outras facetas de sua vida. Ele é um dos idealizados do podcast “Libres de Humo“, onde falar de tópicos relacionados ao futebol e discussões descontraídas entre amigos. Além disso, ajudou compositores italianos a produzirem a música ‘Baila como el Papu‘, que se tornou um viral na Argentina e na Itália.

Os royalties desta música foram repassados ​​à Academia Insuperabili que, por meio do futebol, realiza projetos de ajuda e integração de crianças com deficiência.

'Papu' também admitiu ter um sonho curioso: se jogar da varada da Casa Rosada (sede da presidência da Argentina) em caso de título da Copa do Mundo. Mas calma, o objetivo é se jogar em cima das pessoas para comemorar junto com elas.

— Seria algo extraordinário — afirma o jogador

A declaração define Papu Góez, um "maluco beleza" da seleção argentina que, por seu bom humor e autoconfiança, pertence ao grupo de amigos pessoais de Messi.