Doente, Paquetá se soma a problemas do Brasil para jogo com a Suíça

Lucas Paquetá durante partida do Brasil contra a Sérvia na Copa do Mundo

Por Fernando Kallas

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - A seleção brasileira pode ficar sem o meio-campista Lucas Paquetá para o próximo jogo pelo Grupo G da Copa do Mundo, contra a Suíça, na segunda-feira.

O Brasil já está sem o craque Neymar e o lateral-direito titular, Danilo, ambos com lesões no tornozelo sofridas na vitória por 2 x 0 sobre a Sérvia na estreia da equipe no Catar.

O técnico Tite comandou um treino fechado no Estádio Al Arabi no sábado e não deu qualquer pista sobre a escalação da equipe em sua entrevista coletiva deste domingo.

Mas a Reuters apurou que Paquetá não conseguiu treinar normalmente por estar doente, afetando os planos de Tite para compensar a ausência de Neymar contra os suíços.

O jovem Rodrygo seria a primeira opção se Tite decidisse usar o mesmo sistema com quatro homens de frente, ao lado de Vinícius Jr, Richarlison e Raphinha.

O versátil atacante de 21 anos, do Real Madrid, jogou na posição de Neymar durante os treinos da seleção em Turim antes da Copa do Mundo.

Mas a opção de colocar Fred ao lado de seu companheiro de Manchester United Casemiro para fortalecer o meio-campo também está muito bem cotada, adiantando Paquetá para jogar na função que seria de Neymar, se ele se recuperar a tempo.

O defensor versátil Éder Militão provavelmente substituirá Danilo.

O jogador de 24 anos, que atua principalmente como zagueiro, jogou como lateral-direito no amistoso do Brasil contra Gana, em setembro, e acrescentaria a solidez necessária para equilibrar as táticas ofensivas que Tite está implantando.

Outra opção seria o veterano Daniel Alves, de 39 anos, o único lateral direito-direito de fato disponível no plantel.

"A definição da equipe já foi feita, mas tenho por hábito, de agora passar na hora do jogo", disse Tite na entrevista coletiva.

"Em termos estratégicos você consegue fazer algumas mudanças comportamentais ou de características de atletas. O Militão já jogou nessa função, tem característica para tal, e o Dani é um construtor, fora a qualidade técnica e de liderança que tem. Moral da história? Não vou dizer quem vai jogar", acrescentou.

Tite está otimista sobre a recuperação de Neymar a tempo de voltar a jogar no Mundial.

"Eu acredito que o Neymar e o Danilo vão jogar a Copa", disse.

"Medicamente, clinicamente, não tenho lugar de fala. Mas tenho também as palavras médicas, as sensações de falar com os jogadores e ver como eles estão trabalhando duro dia e noite para se recuperarem", acrescentou.