'PaqueTá Vacinada': primeiros resultados indicam que vacina da AstraZeneca garante alto nível de proteção já após primeira dose, anuncia secretaria

·2 minuto de leitura

RIO — Os primeiros resultados do estudo "PaqueTá Vacinada", que testou a presença de anticorpos contra o coronavírus em toda a população da Ilha de Paquetá para depois imunizá-la com a fórmula da AstraZeneca, indicam que o imunizante confere um nível satisfatório de proteção coletiva após a primeira dose, na interpretação da Secretaria municipal de Saúde. Segundo as informações recém-levantadas pelo instituto responsável pela pesquisa, a Fiocruz, e divulgadas em primeira mão pelo GLOBO, o grupo de pessoas que já tinham se vacinado antes do dia da imunização em massa — seja com a injeção inicial, seja com a injeção de reforço — apresentou 90% de soropositividade para os anticorpos contra o patógeno causador da Covid-19, o SARS-Cov-2.

— Isso mostra que a vacina já confere um alto nível de proteção após a primeira dose. É um resultado positivo para a vacinação, que nos chamou a atenção — diz o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

A Fiocruz também descobriu que 40% dos adultos que ainda não tinham tomado a vacina apresentaram indícios da presença do coronavírus nos testes sorológicos — ou seja, tinham ou já tiveram contato com o patógeno.

Antes da vacinação em massa na ilha, que aconteceu no último dia 20, 1971 habitantes do bairro já tinham tomado pelo menos a primeira dose da vacina, e 1344 já tinham tomado também a segunda. Os 1,5 mil moradores restantes foram imunizados naquele dia.

A força-tarefa de testagem, que aconteceu nos três dias anteriores, teve adesão de 70% dos moradores, ou 2.759 pessoas. Elas foram divididas em três grupos: os menores de 18 anos, necessariamente ainda não vacinados; maiores de 18 anos já vacinados; e maiores de 18 anos ainda não vacinados.

Submetidos ao teste rápido, crianças e adolescentes tiveram seu resultado divulgado ainda no "dia D" de vacinação: 21% deles apresentaram positividade para a presença do coronavírus — ou seja, tinham ou já tiveram contato com o patógeno. Os demais públicos foram testados por um exame sorológico que exige coleta de sangue e por isso leva mais tempo para apresentar conclusão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos