Para 42% dos brasileiros, Bolsonaro é o principal culpado pela inflação

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Entre os apoiadores de Bolsonaro, 30% acreditam que governadores são culpados pela inflação (Foto: GREGG NEWTON/AFP via Getty Images)
Entre os apoiadores de Bolsonaro, 30% acreditam que governadores são culpados pela inflação (Foto: GREGG NEWTON/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • 42% da população entende que Jair Bolsonaro é o principal culpado pela inflação, mostra DataPoder

  • Entre apoiadores de Bolsonaro, 30% entendem que governadores são os mais culpados; de forma geral, 13% culpam os executivos estaduais

  • Para 72% dos opositores do presidente, Bolsonaro é culpado por elevação de preços no país

O presidente Jair Bolsonaro (PL) é considerado o principal culpado pela inflação no Brasil para 42% da população. A informação foi revelada pela pesquisa PoderData, realizada entre os dias 5 e 7 de junho.

Foram ouvidas 3 mil pessoas por meio de entrevistas por telefones fixos quanto celular. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Em segundo lugar, os governadores são vistos como os mais culpados, para 18% da população. Outros 13% entendem que a pandemia é a principal causa da elevação dos preços no Brasil. Ao mesmo tempo, 8% entendem que o grande problema é a guerra da Ucrânia, 2% culpam a Petrobras e 2% veem as empresas como responsáveis.

Apoiadores de Bolsonaro culpam governadores

Entre os apoiadores de Bolsonaro, 30% acreditam que os governadores são os grandes culpados pela elevação dos preços. O presidente tem culpado os executivos estaduais pela inflação, em especial pelo aumento dos preços dos combustíveis.

Parte da população que rejeita o presidente acredita que o presidente é o maior culpado. Entre eles, o índice de responsabilização de Jair Bolsonaro sobe para 72%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos