Para atender caminhoneiros, Bolsonaro anuncia nova redução de PIS/Cofins do diesel

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira que o governo vai fazer uma nova redução do PIS/Cofins cobrado sobre o diesel para diminuir os gastos dos caminhoneiros com combustível. O presidente fez um anúncio durante um discurso no evento que marcou a sanção do projeto de privatização da Eletrobras.

Para possibilitar a redução desse imposto em quatro centavos, Bolsonaro disse vai acabar com a isenção de outo setor, sem detalhar qual.

— Nós pegamos uma isenção, não vou entrar em detalhe, e deixamos de dar essa isenção para tal setor. E o que fizemos com isso aí, nós apontamos para reduzir o PIS/Cofins do diesel que está em 31 centavos. Vamos passar para 27 — disse o presidente.

O presidente disse que está acertando com o Congresso Nacional a votação do projeto de lei do governo que muda a forma de cobrança do ICMS, um tributo estadual. Bolsonaro pediu que os governadores trabalhem para ajudar os caminhoneiros.

— É um exemplo que eu apelo aos excelentíssimos senhores governadores. Sigam o exemplo da gente. No transporte está a alma da nossa economia. Se encarece muito, o preço é sentido nas prateleiras. É uma classe grande dos caminhoneiros que não pararam durante a pandemia — afirmou.

Em março deste ano, o presidente já havia reduzido o PIS/Cofins temporariamente, por dois meses, e elevou os impostos cobrados de bancos até o fim deste ano para compensar a perda de arrecadação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos