Para Bolsonaro, ex-ministro foi preso injustamente e objetivo é constranger o governo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso injustamente e que o objetivo desse tipo de ação é apenas constranger o governo, destacando mais uma vez que não interfere na Polícia Federal.

"No meu entender, ele foi preso injustamente", disse Bolsonaro em entrevista ao Programa 4 x 4, com transmissão ao vivo em suas redes sociais. "O objetivo é constranger, humilhar, dizer que o governo é corrupto."

"São narrativas que tentam desgastar o governo", acrescentou.

O ex-ministro foi preso na última quarta-feira no âmbito de uma operação da Polícia Federal que investiga possível tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos de um fundo ligado ao Ministério da Educação.

Na quinta-feira, um desembargador do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) determinou a liberdade de Ribeiro e de outros presos na operação.

No dia seguinte, relato que consta em despacho de delegado da Polícia Federal revelou que o ex-ministro estava "ciente da busca e apreensão" que seria alvo e essa informação "supostamente" foi obtida por meio de uma ligação telefônica com o presidente Jair Bolsonaro.

(Por Alexandre Caverni)

(Edição de Gabriel Araujo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos