Para poupar voz, Lula cancela compromissos em Brasília nesta semana

Presidente eleito Lula deve passar nesta quarta por uma reavaliação da situação vocal. Só então, decidirá uma nova data para viajar - Foto: AP Photo/Peter Dejong
Presidente eleito Lula deve passar nesta quarta por uma reavaliação da situação vocal. Só então, decidirá uma nova data para viajar - Foto: AP Photo/Peter Dejong

Em decisão conjunta de médicos e do presidente eleito, Lula, decidiu cancelar a viagem que faria nesta semana a Brasília para poupar a voz.

A informação divulgada inicialmente pela coluna de Igor Gadelha do portal Metrópoles, nesta quarta-feira (23), dá conta de que a decisão foi tomada após médicos e aliados avaliarem que ele não conseguiria poupar a voz na capital federal, como necessário, após a cirurgia realizada no fim de semana.

Com a decisão, Lula deve permanecer em São Paulo, acompanhando à distância as reuniões, como informou ao jornalista, o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), que é médico e aliado do petista.

“Ele não virá. Nossa avaliação é que, ficando em São Paulo, ele poupará mais a voz. Ficará lá, acompanhando as atividades e reuniões de lá”, afirmou Padilha.

Antes da recomendação de repouso, a previsão era de que o presidente eleito desembarcasse em Brasília na manhã desta quarta, para uma série de reuniões com integrantes da equipe de transição nos próximos dias. Agora, a previsão é de que o Lula só retorne à capital federal na próxima semana.

Lula deve passar nesta quarta por uma reavaliação da situação vocal. Só então, decidirá uma nova data para viajar.

O presidente eleito foi internado no último domingo (20) no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele teve alta na segunda-feira (21) pela manhã e voltou para sua casa, na capital paulista.

A expectativa de aliados é de que o petista venha definitivamente para a capital federal. Ele deverá morar em um hotel no centro da cidade até tomar posse como presidente da República,