Para se alinhar a bolsonaristas, Russomanno chama homenagem ao movimento negro de vandalismo

CAROLINA LINHARES
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO - SP - BRASIL - 16.09.2020 - Celso Russomanno. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO - SP - BRASIL - 16.09.2020 - Celso Russomanno. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Celso Russomanno (Republicanos), candidato à Prefeitura de São Paulo, afirmou que o símbolo de punho fechado colocado em alguns semáforos de pedestres na cidade em homenagem ao Dia da Consciência Negra são "atos de vandalismo".

"Lutarei para que atos de vandalismo como esse aqui não ocorram novamente e para que não fiquem impunes.", afirmou pelo Twitter.

Os semáforos foram instalados pela Secretaria Municipal de Cultura em pontos da cidade como a av. Paulista e a Praça da República.

A crítica de Russomanno à homenagem ao movimento negro faz parte de sua estratégia de se aproximar do discurso bolsonarista, como mostrou a Folha.

Russomanno respondeu, na rede social, ao cantor Roger, que é conservador. O cantor chamou a homenagem de "merda" e afirmou que o punho cerrado é um símbolo comunista –e foi retuitado por Russomanno.

Nesta quarta-feira (4), ao ser questionado por jornalistas sobre a publicação, Russomanno afirmou que iria verificar e se inteirar sobre o assunto.