Paraense foragido por homicídio é preso trabalhando em termelétrica no Rio

O paraense Adauto Kelly Silva e Silva, de 37 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira, dia 1º, em Macaé, no Norte Fluminense. Acusado de homicídio qualificado e foragido da Justiça, ele foi capturado na usina termelétrica onde trabalhava por policiais da 15ª DP( Gávea), em conjunto com a Polícia Civil do Pará.

Adauto é acusado de ter matado um homem em 2021, na cidade de Barcarena, no Pará. Segundo a investigação, o homem foi reconhecido como autor dos disparos pela própria vítima, que chegou a ficar internada, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda de acordo com as investigações Adauto, efetuou os disparos de dentro de um carro, acompanhado de dois comparsas. O trio teria cometido o crime por acreditar que a vítima estava envolvida em um furto.

Paraenses foragidos no Rio

Na última semana, durante uma operação do Bope e da Polícia Rodoviária Federal na Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio, três paraenses foram mortos, todos acusados de integrarem a maior facção criminosa do Rio.

Um dos mortos era Mauri Edson Vulcão Costa, o Deo, apontado como responsável por diversos ataques a agentes de segurança pública no Pará recentemente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos