Paraíba registra aglomeração de idosos por vacina contra Covid-19; Doses acabaram no Estado

·2 minuto de leitura
Idosos se aglomeram por vacina no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, na Paraíba - Foto: Reprodução/ TV Globo
Idosos se aglomeram por vacina no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa, na Paraíba - Foto: Reprodução/ TV Globo
  • Paraíba registrou aglomeração de idosos na tentativa de vacinação contra Covid-19

  • Estado sofre com falta de imunizantes, mas governador anunciou que Ministério da Saúde prometeu mais vacinas até o próximo sábado (17)

  • Brasil sofre com vacinação lenta em todas as regiões do país por falta de doses disponíveis

Mais de 40 mil pessoas precisam receber a segunda dose da vacina contra a Covid-19 na Paraíba, de acordo com o Ministério da Saúde, mas não há doses disponíveis. A campanha de imunização está suspensa na capital do estado.

A aplicação deve ser retomada, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), quando o município receber um novo lote de vacinas. Na última terça-feira (13), João Pessoa registrou aglomeração de idosos em uma busca desesperada por doses. 

Leia também

A orientação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) é que, mesmo as pessoas que perderam o prazo estabelecido no cartão de vacinação para o reforço da vacina Covid-19, devem procurar uma unidade de saúde para a segunda dose.

João Azevêdo Lins Filho (Cidadania), governador do Estado, usou uma rede social para dizer que Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, garantiu que imunizantes chegarão no próximo sábado (17).

"Falei por telefone com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que confirmou que uma nova remessa de vacinas deverá chegar ao estado até o próximo sábado", escreveu o governador em uma rede social.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Brasileiros não voltam para segunda dose

Nesta terça-feira (13), Marcelo Queiroga alertou para um problema que pode causar consequências graves na já deficiente imunização contra a Covid-19 no país. Mais de 1,5 milhão de brasileiros não voltaram aos postos para receber a segunda dose, mesmo quando elas estão disponíveis.

De acordo com Queiroga, São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro são os estados que lideram o ranking dos "sumidos. O governador da Paraíba garantiu que o estado vem cumprindo rigorosamente a distribuição de doses e cobrou o Ministério da Saúde.

"A Paraíba tem cumprido rigorosamente o seu papel na distribuição e apoio aos municípios para a aplicação das vacinas. Por isso, a manutenção do fluxo de entregas por parte do Ministério da Saúde é muito importante para darmos sequência à imunização da nossa população. #ParaíbaVacina #UseSempreMáscara #OCuidadoContinua", finalizou Azevêdo.