Em noite histórica, sul-coreano ‘Parasita’ é grande vencedor do Oscar

Parasita leva o Oscar e faz história na academia (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Por Diego Olivares

Demorou 92 edições, mas aconteceu. Pela primeira vez o Oscar de melhor filme foi para uma produção de língua não-inglesa. A consagração de ‘Parasita’ entra para a História e pode significar um novo caminho, mais aberto aos longas internacionais, no tradicional prêmio da Academia.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A obra sul-coreano ainda levou outros três prêmios, saindo como o grande vencedor da noite: melhor direção para Bong Joon Ho, melhor roteiro original e melhor filme internacional.

Leia também

Vale acrescentar que o feito de ‘Parasita’ fica ainda mais impressionante por ter acontecido num ano de concorrência extremamente forte, batendo ótimos filmes de cineastas consagrados, como ‘Era uma Vez em Hollywood’, de Quentin Tarantino, ‘O Irlandês’, de Martin Scorsese, e ‘1917’, de Sam Mendes, para muitos o favorito até então.

Parasita leva Oscar (Foto:Mark Ralston/Getty Images)

O épico passado na primeira guerra mundial ficou apenas com prêmios técnicos: melhores efeitos especiais, melhor fotografia e melhor mixagem de som. Já o delírio cinéfilo de Tarantino rendeu as estatuetas de melhor design de produção e melhor ator coadjuvante, para Brad Pitt. Já ‘O Irlandês’ saiu sem converter em troféu nenhuma das dez indicações que levou.

Bong Joon-ho também levou o Oscar de melhor direção (Foto: Kevin Winter/Getty Images)

Entre os atores e atrizes, nenhuma surpresa. Joaquin Phoenix (‘Coringa’), Renée Zellweger (‘Judy - Muito Além do Arco-Íris’), Laura Dern (‘História de Um Casamento’), além do já citado Pitt, confirmaram o favoritismo, levando os Oscars de atuação principal e coadjuvante.

Porém, por mais brilhantes que sejam esses astros, o Oscar 2020 vai ficar marcado para sempre como aquele em que um longa da Coreia do Sul invadiu a festa e rompeu uma barreira até então intransponível, sinalizando uma abertura ainda maior às produções estrangeiras. Quem sabe venha logo para o Brasil o Oscar que escapou dessa vez, com a derrota de ‘Democracia em Vertigem’ para o norte-americano ‘American Factory’ entre os documentários.

Confira abaixo a lista completa de vencedores:

Melhor filme: ‘Parasita’

Melhor direção: Bong Joon Ho (‘Parasita’)

Melhor ator: Joaquin Phoenix (‘Coringa’)

Melhor atriz: Renée Zellweger (‘Judy - Muito Além do Arco-Íris’)

Melhor ator coadjuvante: Brad Pitt (‘Era uma Vez em… Hollywood’)

Melhor atriz coadjuvante: Laura Dern (‘História de um Casamento’)

Melhor roteiro original: ‘Parasita’

Melhor roteiro adaptado: ‘Jojo Rabbit’

Melhor animação: ‘Toy Story 4’

Melhor filme internacional: ‘Parasita’

Melhor canção original: ‘I’m Gonna Love Me Again’, de Elton John & Bernie Taupin (‘Rocketman’)

Melhor documentário: ‘American Factory’

Melhor fotografia: ‘1917’

Melhor edição: ‘Ford vs Ferrari’

Melhores efeitos especiais: ‘1917’

Melhor trilha sonora original: ‘Coringa’

Melhor figurino: ‘Adoráveis Mulheres’

Melhor design de produção: ‘Era uma Vez Em… Hollywood’

Melhor maquiagem e cabelo: ‘O Escândalo’

Melhor edição de som: ‘Ford vs Ferrari’

Melhor mixagem de som: ‘1917’

Melhor documentário em curta-metragem: ‘Learning to Skateboard in a Warzone (If You’re a Girl’)

Melhor animação em curta-metragem: ‘Hair Love’

Melhor curta-metragem de ficção: ‘The Neighbors’ Widow’