Parceiro de Emicida e Rashid no sucesso ‘Pipa voada’, Lukinhas lança EP cantando relacionamentos: ‘Ninguém morre por amor’

·3 minuto de leitura

Representante da nova geração da música urbana, que mistura pop, hip-hop, funk melody, pagode e R&B em beats dançantes, Lukinhas lança nesta sexta-feira (17) seu segundo EP, intitulado “Melhor forma”, com quatro canções autorais falando sobre relacionamentos amorosos. O cantor, compositor e produtor musical carioca vem conquistando público desde o estouro de “Pipa voada”, em parceria com os rappers Rashid e Emicida, do álbum “Tão real”, deste último. O hit acumula mais de 70 milhões de plays em plataformas e quase 12 milhões de views no YouTube.

— Lukinhas é uma potência como artista e ser humano. Tem uma história única, com que muitos são capazes de se identificar. A voz e a forma como compõe e canta as canções expressam a sua identidade, mesmo sendo versátil e transitando por diferentes gêneros. Tenho certeza de que a caminhada será incrível — elogia Ruxell.

O novo trabalho conta com as participações de NOG do Costa Gold, Ryan Realcria, Kiaz, Ana K e MC 2Jhow, e tem a assinatura dos Dogz – o trio de produtores Pablo Bispo, Sérgio Santos e Ruxell, responsável por sucessos de Iza, Pabllo Vittar, Anitta e Gloria Groove, entre outros. Lukinhas comenta faixa a faixa:

— “Vem ni mim” é a prova de que Lukinhas faz trap. “Melhor forma” eu fiz especialmente para quem sente algo por alguém, mas tem medo de passar a visão para pessoa. Agora, é só mandar essa música e tomar uma atitude. “Mete o pé” fala que ninguém morre por amor. Por mais que doa, se a pessoa for ruim com você, mete o pé! Sua saúde mental tem que estar em primeiro lugar. E “Doidão” é sobre aquele famoso “bebe e liga”, que nem a rehab consegue resolver. A letra fala de alguém preso nesse looping de sempre que está doidão acabar ligando para ela.

Ao invadir o streaming e conquistar playlists, Lukinhas ganhou madrinhas famosas, como Preta Gil. Um sonho para o artista que cresceu na comunidade de Asa Branca, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, e empunha as bandeiras de exaltação às comunidades pobres, combate ao racismo e luta por igualdade social. Este ano, o cantor também lançou o primeiro single criado no Clubhouse: “Bala na bolsa”, um pop urbano que coloca o poder feminino em destaque e que teve a participação de Cammie, Jenni Rocha, Safí e NYNA.

— Sou muito fã do Lukinhas e não tenho dúvidas de que o novo EP será um sucesso. O maior sucesso do mundo é o que desejo para o meu afilhado — diz Preta Gil.

O reconhecimento na cena musical também chamou atenção do Multishow: Lukinhas é uma das apostas do “Alerta experimente”, um projeto que mapeia e seleciona novos talentos, promovendo esses artistas em ascensão nas plataformas do próprio canal e no Bis. O primeiro lançamento do artista foi o “100 neurose”, que deu nome a um EP também com quatro faixas, entre elas “Luan Santana”, com trechos que fazer menções a hits do cantor sertanejo: “Você tá tão mudada não consigo entender/ E agora você paga de santinha pra que/ Com outro alguém/ Antes tu era/ Bad, bad, bad, bad, bitch/ Agora tá na/ Bad, bad, bad, bad, vish/ Ouvindo Luan Santana/ Com outro na sua cama, cê tá triste/ Ontem acordava o prédio/Hoje vai dormir no tédio”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos