Em carta para Putin, Pelé faz apelo antes de jogo da Ucrânia: 'pare com essa invasão'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Nesta quarta-feira, a Ucrânia entra em campo para enfrentar a Escócia para definir quem enfrentará País de Gales em jogo decisivo por uma vaga para a Copa do Mundo. Antes da partida, Pelé publicou em suas redes sociais uma mensagem endereçada ao presidente russo Vladimir Putin com um pedido de que os conflitos entre os ucranianos e a Rússia cheguem ao fim.

"Daqui a alguns minutos, a Ucrânia joga sua primeira partida oficial desde o início do conflito. Eu escrevi esta carta pessoalmente. Espero que a violência acabe e que possamos juntos construir um mundo melhor", escreveu Pelé em sua conta no instagram.

Relembre: adiamento de Escócia x Ucrânia entra na lista de interferências das guerras nas Copas

Em um trecho da carta, o Rei do Futebol pede: "Pare com essa invasão. Não existem argumentos que justifiquem a violência. Este conflito, assim como todos os outros, é perverso, injustificável e não traz nada além de dor, medo, terror e angústia. Não há razão para que perdure ainda mais tempo".

A Ucrânia não jogava uma partida oficial desde outubro do ano passado. Com a invasão da Rússia, o jogo contra a Escócia, em Glasgow, precisou ser adiada do fim de março para esta quarta-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos