'Parece até uma historia que eu conheço', diz Paes sobre piada feita pelo Papa

·1 minuto de leitura

Após o Papa Francisco dizer que os brasileiros "não tem salvação. É muita cachaça e pouca oração", o prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez uma brincadeira com a situação nesta quarta-feira, dia 26, demonstrando apoio ao pontífice. Paes afirmou que "não é justo com o Papa Francisco pegar um trechinho dele zoando o lugar que na verdade ama e fazer viralizar".

Na tarde desta quarta, enquanto o pontífice caminhava pelo pátio de San Damaso, após terminar sua audiência geral no Vaticano, o padre João Paulo Souto Victor, de Campina Grande (PB), o abordou e pediu para que fizesse orações aos brasileiros. Em tom de piada, Francisco retrucou a fala que gerou repercussão nas redes.

A "história que eu conheço muito", dita por Paes nessa publicação, se refere à ocasião na qual um áudio divulgado no curso das investigações da Lava-Jato, entre ele e Lula, ganhou repercussão no Rio. Na mesma conversa em que chama Maricá de "lugar de merda", o atual prefeito do Rio disse que o ex-presidente tinha "alma de pobre". Na coletiva de imprensa que convocou para se retratar sobre a fala, Paes afirmou que foi carioca em excesso e brincou demais.

Desde então, o prefeito faz piadas sobre o fato. Em março deste ano, por exemplo, após um vídeo que circulou nas redes sociais com supostas imagens dele em uma lancha, em Angra dos Reis, Paes descontraiu dizendo que se fosse para furar as próprias restrições iria para Maricá. "Se eu tivesse que curtir algum lugar eu não ia para Angra de jeito nenhum, eu ia lá para Maricá. Beijo no coração que a gente tem que trabalhar. Bora vacinar, se cuidem, hein. E se puder fica em casa".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos