Paridade euro/dólar traz turistas para a Europa

É a invasão norte-americana da Europa. A paridade entre o euro e o dólar está a levar muitos turistas norte-americanos a escolher o Velho Continente como destino para férias este verão.

Basta atravessarem o Atlântico pois, agora, os preços semelhantes, como refere a turista norte-americana Jahzara Green: "Já estive na Europa antes e consegui perceber definitivamente a diferença. Era muito mais caro na altura, mas agora é como se fosse o mesmo..."

Opinião semelhante tem John Perides: "Isto tem sido glorioso, porque esta é a nossa quarta ou quinta viagem à Europa e as taxas de câmbio têm sido sempre como 1,35 dólares, 1,4 dólares para o Euro. Agora, com a paridade, parece que estamos a visitar um local de férias nos Estados Unidos".

A guerra na Ucrânia, a inflação e os receios de recessão na Zona Euro puxaram a moeda única para mínimos, chegando mesmo a estar a valer menos do que o dólar norte-americano.

No entanto, não é apenas a paridade entre as duas divisas que explica este interesse dos turistas dos Estados Unidos.

Após a pandemia, os Governos europeus estão a tentar estimular as economias e como tal o setor do turismo, promovendo os países como destinos de férias.

Um dos exemplos é Portugal. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, em 2021, o número de turistas norte-americanos mais do que duplicou e subiu para os 295 mil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos