Morte do piloto de avião que caiu no Nepal é confirmada

Daca, 13 mar (EFE).- O piloto do avião da companhia aérea US-Bangla que caiu na segunda-feira, em Katmandu, morreu na manhã desta terça, em um hospital da capital do Nepal, como consequência dos ferimentos, segundo informou a companhia aérea em Daca.

"Recebemos uma mensagem depois das 10h (horário local, 1h de Brasília) dizendo que ele tinha morrido", disse à Agência Efe, o porta-voz da companhia, Kamrul Islam.

O falecido, Abid Sultan, era "um piloto experiente" com mais de 5 mil horas de voo e tinha aterrissado mais de 100 vezes em Katmandu, afirmou a fonte.

O copiloto da aeronave, Prithula Rashid, também no acidente, ontem, ao lado a outras 48 pessoas.

Com a morte de Abid Sultan, o número de vítimas fatais subiu para 50, enquanto os feridos se situam em 21.

De acordo com as primeiras informações, uma confusão na conversa entre a torre de controle e pilotos da aeronave pode ter sido a causa do acidente com o avião, um Bombardier Dash 8 Q400, que caiu ontem no aeroporto de Katmandu com 71 pessoas a bordo.

Este é o pior acidente aéreo nos últimos 25 anos no Nepal, país que sofreu reiteradas sanções internacionais pela falta de controles. EFE