Parlamentar indiana revela beber urina de vaca para se proteger da Covid-19

·2 minuto de leitura
Parlamentar foi a responsável pela declaração (Sanjeev Verma/Hindustan Times via Getty Images)
Parlamentar foi a responsável pela declaração (Sanjeev Verma/Hindustan Times via Getty Images)
  • Pragya Thakur explicou que tem bebido urina de um tipo de vaca da Índia para evitar a Covid-19

  • O animal é considerado sagrado pela religião hindu

  • Por isso, indianos chegaram a passar esterco bovino no corpo, também para proteção contra o coronavírus

Apenas uma semana após vir à tona a notícia de que indianos estão utilizando esterco de vaca para se protegerem da Covid-19, uma parlamentar do país revelou que está bebendo a urina do animal para evitar o vírus.

Pragya Thakur, do BJP, partido do primeiro-ministro do país, Nareenda Modi, defendeu a prática em sessão com outros parlamentares. Segundo ela, a urina a ser ingerida precisa vir de um gado específico do país.

Leia também

“A urina de vaca nos mantém afastados de infecções pulmonares. Eu estou com muitos problemas (de saúde), mas eu tomo a urina todos os dias. Depois disso, não preciso tomar nenhum outro medicamento contra o coronavírus. Eu não fui contaminada pela Covid-19”, declarou.

A parlamentar afirmou, ainda, acreditar que “Deus vai me manter protegida enquanto eu tomar este ‘remédio’ da urina de vaca”.

Recentemente, indianos utilizaram esterco contra a Covid-19 - Foto: Reprodução/Twitter
Recentemente, indianos utilizaram esterco contra a Covid-19 - Foto: Reprodução/Twitter

A declaração de Thakur é baseada na crença hindu de que a vaca é um animal sagrado, mas não tem qualquer fundamentação científica.

Também por motivos religiosos, pessoas na Índia passaram a banhar-se com esterco bovino para se proteger contra a Covid-19. Na semana passada, médicos apressaram-se em esclarecer que a medida não representava nenhuma proteção contra o vírus e ainda trazia o risco de espalhar outras doenças.

Índia bate recorde de mortos

A Índia alcançou na última segunda-feira seu recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas. Os 4.329 óbitos registrados são a maior marca em toda a pandemia do país que se transformou no epicentro da doença nas últimas semanas.

A alta nas mortes também fez com que a Índia se tornasse o país com segundo maior número de óbitos em apenas um dia em toda a pandemia, ultrapassando o Brasil, que registrou 4.249 em 8 de abril. A maior marca ainda é dos Estados Unidos, com os 4.475 de 12 de janeiro.

Se a Covid-19 nunca foi tão letal na Índia, o país ao menos teve queda significativa no número de casos. Na última segunda-feira, foram 263.533, menor marca local desde 19 de abril, quando foram registradas 259.167 novas ocorrências.

País enfrenta momento calamitoso

A Índia vive situação dramática. São tantas mortes que o sistema funerário do país não tem dado conta. Além das cremações coletivas, corpos têm sido arremessados no rio Ganges.