Parlamentares dos EUA cobram explicação do governo sobre relação de americanos com a Lava-Jato

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO - Um grupo de congressistas dos Estados Unidos enviou nesta segunda-feira uma carta ao Departamento de Justiça (DOJ) americano em que pede que o país explique como seus órgãos de investigação cooperaram com a Operação Lava Jato.

A informação foi divulgada pela BBC Brasil, que teve acesso ao documento, que conta a assinatura de parlamentares do partido democrata, como a deputada Alexandria Ocasio-Cortez. A carta também foi encaminhada ao secretário de Justiça Merrick Garland.

Segundo a BBC, os parlamentares americanos se dizem "preocupados" com "o envolvimento de agentes do Departamento de Justiça em procedimentos investigativos e judiciais recentes no Brasil, que geraram controvérsia substancial e são vistos por muitos no país como uma ameaça à democracia e ao Estado de Direito".

Os congressistas resolveram solicitar os esclarecimentos ao DOJ após o site The Intercept Brasil publicar conversas vazadas da Lava-Jato em que os investigadores brasileiros teriam supostamente se esquivado de formalizar ações de cooperação internacional nos Estados Unidos, como exigia a lei brasileira.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes disse que, se comprovadas as faltas, poderia levar a novas anulações de julgamentos da Lava-Jato.

Ainda de acordo com a BBC, o caso causou apreensão no congresso americano com a possibilidade de que investigadores daquele país possam ter se envolvido ou participado de atos recentemente considerados ilegais pelo STF.

Procurado, o Ministério Público Federal do Paraná ainda não se manifestou.