Parlamentares dos EUA receberão vacina contra Covid-19 na primeira rodada, diz médico

·1 minuto de leitura
Prédio do Congresso dos Estados Unidos em Washington

WASHINGTON (Reuters) - Membros do Congresso dos Estados Unidos poderão ser vacinados contra a Covid-19 com a distribuição da primeira rodada de doses, disse o médico da Casa Legislativa na quinta-feira.

Em uma carta a membros do Congresso e seus funcionários, o doutor Brian Monahan disse que foi notificado pelo Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca que o Congresso "receberá um número específico de doses de vacina contra Covid-19 para atender exigências já antigas para a continuidade das operações de governo".

Ele disse que o "número pequeno de doses de vacina contra Covid-19 reflete uma fração da primeira rodada de vacinas à medida que ela é distribuída através do país".

O líder da maioria do Senado, Mitch McConnell, e a presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, disseram em comunicados separados que serão vacinados em alguns dias.

"Minha recomendação a vocês é absolutamente inequívoca: não existe razão para se adiar receber a vacina. O benefício supera de longe qualquer risco pequeno", argumentou Monahan na carta.

Ele disse que, assim que os membros do Congresso forem vacinados, funcionários do Capitólio que são considerados essenciais também o serão, e depois a vacina será disponibilizada a outros funcionários até as doses se esgotarem.

As 2,9 milhões de doses iniciais da vacina da Pfizer e da parceira alemã BioNTech começaram a ser enviadas a hospitais de todo o país no domingo.

(Por Eric Beech)