Parlamentares xiitas sadristas renunciam no Iraque

(Reuters) - Parlamentares do bloco sadrista no Parlamento do Iraque renunciaram neste domingo após seu líder, o clérigo muçulmano xiita Moqtada al-Sadr, pedir que eles saíssem em meio a um impasse prolongado sobre a formação de um governo.

O partido de Sadr foi o grande vencedor nas eleições gerais de outubro, elevando para 73 o número de cadeiras que detém no Parlamento. Mas a falta de político entre os partidos impediu o Parlamento de eleger um presidente e formar um governo.

Sadr, um populista que se posicionou como um oponente ferrenho ao Irã e aos Estados Unidos, disse em uma declaração escrita à mão que seu pedido aos parlamentares para renunciarem foi "um sacrifício meu para o país e o povo para livrá-los do destino desconhecido".

Logo depois, as renúncias foram aceitas.

Em um vídeo exibido pela agência de notícias estatal do Iraque, INA, o presidente do Parlamento, Mohammed al-Halbousi, foi visto assinando as renúncias dos legisladores.

(Reportagem de Nayera Abdallah, Yasmin Hussein e Ahmed Tolba)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos