Parlamento alemão homenageará vítimas LGBT do nazismo

O parlamento alemão vai pela primeira vez no ano que vem homenagear as vítimas do regime nazista que foram perseguidas e mortas por sua identidade sexual ou de gênero, disse o presidente do Bundestag nesta sexta-feira.

Estados Unidos: Polícia invade casa e espanca homem negro que não parou no sinal vermelho

Vídeo: Homem salva bebê que caiu de janela no quinto andar de prédio na China

No dia 27 de janeiro, Dia Internacional da Memória do Holocausto, os legisladores alemães colocarão essas vítimas "no centro da cerimônia de comemoração", disse Baerbel Bas ao diário alemão Tagesspiegel.

Desde 1996, a Alemanha celebra oficialmente o Dia da Memória do Holocausto na data, com uma cerimônia solene no Bundestag que inclui o discurso de um sobrevivente e comemorações em todo o país.

— Infelizmente não há sobreviventes para o memorial às vítimas LGBT —, disse Bas, acrescentando que as autoridades parlamentares estão conversando com a Federação Alemã de Lésbicas e Gays (LSVD).

Ativistas trabalham há anos para estabelecer uma comemoração parlamentar oficial das vítimas nazistas que foram perseguidas por sua identidade sexual ou de gênero.

— Essas vítimas ainda não têm seu próprio memorial. Para tirar as devidas lições de todas as suas diferentes facetas, a história deve ser mantida viva —, disse Henny Engels, membro do conselho de administração do LSVD.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos