Parlamento da Índia inicia votação para eleger presidente

O Parlamento da Índia começou nesta segunda-feira (18) a votar para eleger o presidente do país, com uma mulher de uma minoria marginal como a favorita.

Draupadi Murmu, da comunidade étnica Santal, é candidata pelo partido Bharatiya Janata (Partido do Povo Indiano) do primeiro-ministro Narendra Modi.

O cargo de presidente na Índia é, acima de tudo, cerimonial.

Se eleita, Draupadi Murmu se tornaria a primeira mulher de uma tribo a alcançar esse cargo e a segunda na história do país a ser chefe de Estado.

Murmu, 64 anos, começou sua carreira como professora no estado oriental de Odisha antes de entrar na política. Lá, ela ocupou vários cargos ministeriais em administrações locais e foi governadora do estado oriental de Jharkhand.

Murmu "consagrou sua vida a servir a sociedade e capacitar os pobres, os oprimidos e os marginalizados", disse Modi no Twitter depois de anunciar sua candidatura.

O presidente da Índia é eleito para um mandato de cinco anos por quase 5.000 legisladores de ambas as casas do Parlamento e assembleias legislativas regionais. Cada voto é ponderado de acordo com o tamanho do círculo eleitoral.

O resultado da eleição será anunciado durante a semana.

O primeiro-ministro tem o poder executivo, mas o presidente pode enviar alguns projetos de volta ao Parlamento para revisão.

O presidente também tem um papel no processo de formação de um governo.

ash/slb/smw/lth/at/an/zm/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos