Parlamento Europeu divulga com atraso lista de presentes recebidos em 2022

O Parlamento Europeu publicou nesta quinta-feira (19), com atraso, a longa lista de presentes que a presidente da instituição, Roberta Metsola, recebeu em 2022, na tentativa de recuperar credibilidade.

Um escândalo de suposto suborno de eurodeputados para proteger os interesses do Catar e do Marrocos abala o Parlamento desde dezembro. Metsola prometeu mais transparência para lidar com interferências indevidas.

A longa lista de presentes recebidos por Metsola ao longo do ano passado vai de um salame a uma estatueta em forma de ovelha, incluindo livros, chocolates, um cachecol e champanhe.

Embora os regulamentos atuais exijam que os deputados declarem presentes até o final do mês seguinte ao recebimento, a lista de Metsola foi compilada apenas em 12 de janeiro deste ano.

Um porta-voz do chefe do Parlamento disse à AFP que a intenção é "dar o exemplo".

Sobre a demora na declaração dos presentes, afirmou que os antecessores não estavam sujeitos à regra e não tinham "declarado nada" no passado.

"Ela está tentando mudar a prática", acrescentou o porta-voz.

Na segunda-feira (17), Metsola prometeu reformas de longo alcance no Parlamento para evitar mais escândalos, incluindo restrições de acesso a ex-deputados e um registro de pessoas que vão ao Parlamento para fazer lobby.

As medidas propostas incluem, ainda, um registro público de todos os presentes recebidos pelos deputados e sanções, em caso de violação dessa regra.

jca/ahg/mar/aa/tt