Parlamento Europeu investiga caso "watergate" grego

Parlamento Europeu investiga caso "watergate" grego

Várias questões ficaram por responder durante a primeira audiência na comissão do Parlamento Europeu que investiga o caso "watergate" grego. Os eurodeputados ouviram os dois jornalistas cujos telefones estiveram sob escuta pelos Serviços Secretos da Grécia. Uma esmagadora maioria de membros do Parlamento Europeu de todos os grupos políticos lamentou a experiência que os jornalistas viveram, num país europeu.

Uma Eurodeputada dos Países Baixos, do partido Renew Europe, Int' Veld adiantou que a Europol deve intervir, mas também a Comissão da UE que tem a verdadeira competência para intervir ao abrigo da legislação da UE. O escândalo do spyware na Grécia será ainda debatido na próxima semana na sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo.