Parlamento da Geórgia aprova Giorgi Kvirikashvili como premiê

O então ministro das Relações Exteriores da Geórgia, Giorgi Kvirikashvili, em Tbilisi, 7 de setembro de 2015

Os deputados da Geórgia aprovaram, nesta terça-feira à noite, a candidatura do ex-chefe da diplomacia Giorgi Kvirikashvili ao cargo de primeiro-ministro, após a saída de Irakli Garibashvili.

"O Parlamento aprovou o novo governo por 86 votos contra 28", declarou o presidente do Parlamento, David Ussupashvili.

Para surpresa geral, Garibashvili anunciou sua renúncia na quarta-feira, dois dias depois de se tornar o chefe de governo mais jovem da Europa.

Os críticos condenaram sua falta de experiência e, segundo a oposição, sua saída é uma tentativa de melhorar o índice de popularidade do Sonho Georgiano - a coalizão que dirige o país desde 2012 - antes das eleições gerais de outubro de 2016.

Kvirikashvili, de 48 anos, é considerado um aliado do ex-premiê Bidzina Ivanishvili, o multimilionário que levou o Sonho Georgiano ao poder em 2012. Com isso, chegou ao fim a dominação do partido do ex-presidente Mikhail Saakashvili.

A economia georgiana atravessa um período complicado, depois dos anos de crescimento que coincidiram com a virada pró-Europa realizada por Saakashvili em 2003.