Parlamento iraquiano invadido

O Parlamento do Iraque foi invadido por centenas de manifestantes, esta quarta-feira, na sua maioria apoiantes do líder xiita iraquiano Muqtada al-Sadr.

Os manifestantes protestaram contra a indigitação do novo primeiro-ministro, que ocorre esta quinta-feira.

Mohamed al-Sudani foi nomeado pela chamada Plataforma de Coordenação, uma coligação que conta com o apoio do Irão.

Os manifestantes invadiram o edifício da Assembleia Nacional depois de protestarem nas ruas de Bagdade.

Este foi o maior protesto desde as eleições federais de outubro, no entanto, é a segunda vez que al-Sadr utiliza a sua capacidade de mobilização das massas para enviar uma mensagem aos rivais políticos, este mês. No início de julho, milhares de pessoas reuniram-se em oração.

As forças de segurança recorreram a canhões de água para afastar os manifestantes, no entanto, sem grandes resultados.

Numa manifestação de controlo, horas depois, al-Sadr emitiu uma declaração no Twitter, pedindo aos seguidores para regressarem a casa pois a mensagem tinha sido recebida. Os manifestantes começaram, então, a sair do edifício do Parlamento, sob o olhar atento das forças de segurança.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos