Partido Comunista da China comemorará 100º aniversário com show de pompa e poder

·1 minuto de leitura
Comemoração do centenário do Partido Comunista chinês em Pequim

PEQUIM (Reuters) - A China comemorará o centenário de fundação de seu Partido Comunista governista na quinta-feira com pompa, espetáculo e o que a mídia estatal descreveu como um discurso "importante" do presidente Xi Jinping na Praça da Paz Celestial de Pequim.

Xi, o líder chinês mais poderoso desde Mao Tsé-Tung, e o partido estão em alta agora que o país se recupera rapidamente do surto de Covid-19 e assume uma postura mais afirmativa no palco global.

A mídia estatal revela pouco sobre o evento em meio à segurança reforçada e o sigilo na capital chinesa, mas se espera um sobrevoo de caças e helicópteros. Anciãos do partido e líderes aposentados costumam comparecer em grandes ocasiões.

Ao longo dos últimos 100 anos, o partido "escreveu um capítulo esplêndido na história do desenvolvimento da nação chinesa e do progresso da humanidade", disse Xi na terça-feira em uma cerimônia de homenagem a correligionários exemplares.

Desde que chegou ao poder como secretário-geral do partido, no final de 2012, e presidente, em março de 2013, Xi combate a corrupção que erodiu a autoridade moral da sigla e se consolidou como o líder mais poderoso desde Mao com a abolição dos limites a mandatos presidenciais.

Enquanto o partido se fortalece sob Xi e o espaço para a discórdia pública se estreita, o discurso oficial se torna cada vez mais nacionalista, e muitos chineses expressam orgulho das conquistas do país, dando crédito à liderança de Xi e ao partido.

(Por Ryan Woo, Yew Lun Tian, Martin Pollard em Pequim; reportagem adicional da redação de Pequim)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos