Partido de Crivella acredita na 'idoneidade' do prefeito e 'vê com preocupação judicialização da política'

·1 minuto de leitura
Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo

O Republicanos, partido do prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella, preso na manhã de hoje, afirmou nesta terça que acredita na "idoneidade de Crivella e vê com grande preocupação a judicialização da política". A Executiva Nacional do partido se pronunciou por meio de uma pequena nota, na qual afirma que aguarda por mais informações sobre o caso.

"A Executiva Nacional do Republicanos aguarda detalhes e os desdobramentos da prisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. O partido acredita na idoneidade de Crivella e vê com grande preocupação a judicialização da política", afirma o partido.

Crivella foi preso na manhã de hoje a nove dias do fim de seu mandato. Ele era investigado em um inquérito que ficou conhecido como o QG da Propina — um esquema de corrupção que acontecia dentro da prefeitura. Crivella foi afastado do cargo e deve se abster de realizar qualquer ato inerente à função. O presidente da Câmara, Jorge Felippe, assume prefeitura do Rio interinamente.

— Isso é uma perseguição política. Lutei contra todas as empreiteiras, tirei recursos do pedágio, do carnaval, e isso é perseguição. Quero que se faça justiça — disse Crivella logo após a prisão.

Além de Crivella foram presos Rafael Alves, homem de confiança do prefeito e apontado como operador do esquema; o delegado aposentado Fernando Moraes; o ex-tesoureiro Mauro Macedo; e os empresários Cristiano Stokler e Adenor Gonçalves. A decisão é da desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita.