Partido de Bolsonaro apresenta ao TSE empresa para auditar eleições

Jair Bolsonaro (Foto: FILIPE ARAUJO/AFP via Getty Images)
Jair Bolsonaro (Foto: FILIPE ARAUJO/AFP via Getty Images)

O PL pediu nesta terça-feira (7) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o credenciamento do Instituto Voto Legal (IVL) para auditar as eleições deste ano representando o partido. A informação é da coluna da Malu Gaspar, do jornal O Globo.

No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou em uma transmissão ao vivo nas redes sociais que seu partido contrataria uma empresa para “fazer uma auditoria” antes do pleito deste ano.

Sediada em São Paulo, a empresa é dirigida pelo engenheiro Carlos Rocha. Ele se formou pelo Instituto de Tecnologia da Aeronáutica e, nos anos 1990, participou do projeto de criação da urna eletrônica.

Segundo a coluna, apesar de defender o controle externo sobre o processo de votação, discorda da teoria de Bolsonaro de que a eleição de 2018 foi fraudada.

Ainda de acordo com a coluna, o valor do contrato firmado com o Instituto Voto Legal é de R$ 1,35 milhão. O pedido vai ser analisado por Edson Fachin, presidente do TSE.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos