Após Finlândia, partido governista dá aval a candidatura da Suécia à Otan

A Russian Imperial double-headed eagle is seen in front of a Sweden flag on the Czarina's Stone in the Market Square, in Helsinki, Finland, Friday, May 13, 2022. Finnish leaders announced Thursday their belief that Finland should join the world's biggest military organization because of Russia's war in Ukraine. Sweden could soon follow suit. (AP Photo/Martin Meissner)
A Russian Imperial double-headed eagle is seen in front of a Sweden flag on the Czarina's Stone in the Market Square, in Helsinki, Finland, Friday, May 13, 2022. Finnish leaders announced Thursday their belief that Finland should join the world's biggest military organization because of Russia's war in Ukraine. Sweden could soon follow suit. (AP Photo/Martin Meissner)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O partido Social Democrata, ao qual pertence o governo sueco, deu seu aval neste domingo (15) a uma candidatura à Otan, abandonando décadas de oposição à adesão do país à aliança militar liderada pelos Estados Unidos.

A mudança de posição, anunciada em um comunicado após uma reunião extraordinária, permitirá ao Executivo apresentar um pedido de adesão juntamente com a Finlândia, que oficializou neste domingo sua candidatura.

"A melhor coisa para a segurança da Suécia e do povo sueco é ingressar na Otan", disse a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, em uma entrevista coletiva. "Acreditamos que a Suécia precisa das garantias formais de segurança que vêm com a adesão à Otan."

Os social-democratas explicaram que se opõem à instalação de bases permanentes da Otan e de armas nucleares em território sueco.

Com a mudança de linha partidária, uma clara maioria pró-Otan é garantida no Parlamento.

A direita já era a favor da adesão e a extrema direita dos Democratas Suecos (SD) também, desde que ocorra em conjunto com a Finlândia.

A Finlândia anunciou neste domingo sua tentativa "histórica" de ingressar na Otan, que será submetida ao Parlamento finlandês na segunda-feira (16).

Uma consulta interna revelou divisões dentro do partido, com vozes críticas afirmando que se trata de uma decisão muito precipitada seguir Helsinque.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos