Partido do premiê japonês não consegue maioria em eleição em Tóquio

·1 minuto de leitura

TÓQUIO (Reuters) - O Partido Liberal Democrata (LDP, sigla em inglês), do primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, e seus aliados não conseguiram uma vitória direta nas eleições locais em Tóquio neste domingo, que eram vistas como um teste-chave do sentimento do eleitor antes dos pleitos nacionais ainda neste ano.

A emissora pública NHK afirmou que o LDP venceu 33 assentos dos 127 da Assembleia de Tóquio, apenas um pouco a mais do que o Cidadãos de Tóquio Primeiro, partido da governadora de Tóquio, Yuriko Koike, com 31 assentos. Mesmo com os 23 vencidos pelo seu aliado Komeito, o LDP não conseguiu formar maioria --um objetivo que era considerado ao alcance.

O resultado decepcionante pode pressionar Suga, cujo mandato como presidente do partido termina ao fim de setembro. É praticamente garantido que o chefe do LDP seja primeiro-ministro, dado o domínio do partido no Parlamento.

"Parece que nossos assentos serão um pouco menores do que havíamos inicialmente antecipado", teria dito Taimemi Yamaguchi, presidente do comitê de estratégia eleitoral do LDP, segundo a NHK.

As eleições de Tóquio acontecem no momento em que a capital está se preparando para realizar os Jogos Olímpicos e também lidando com a ressurgência da Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos