Partido Republicano ameaça boicotar comissão de debates presidenciais dos EUA

·1 min de leitura
Trump e Biden em debate da campanha presidencial de 2020 nos EUA

(Reuters) - O Partido Republicano dos Estados Unidos anunciou, nesta quinta-feira, que seus futuros candidatos presidenciais podem não participar de debates organizados pela Comissão de Debates Presidenciais (CPD, na sigla em inglês) devido a preocupações sobre imparcialidade, subvertendo décadas de tradição.

Em uma carta à comissão sem fins lucrativos que realiza os debates presidenciais desde 1988, a presidente do Comitê Nacional Republicano, Ronna McDaniel, disse que o partido está avaliando mudar seus regulamentos para garantir que os candidatos não compareçam aos debates por conta de preocupações sobre "se o CPD pode oferecer com credibilidade um fórum justo e imparcial para debates presidenciais".

Ela disse que o partido vai tentar ajudar os candidatos presidenciais nomeados pelo Partido Republicano a participarem de debates organizados de maneira mais justa.

Os republicanos acusam há muito tempo a comissão de debate, que foi fundada para definir os debates como uma parte permanente das eleições presidenciais, de serem enviesados a favor de candidatos do Partido Democrata.

No ano passado, McDaniel e outras autoridades do partido pediram que a comissão aceitasse mudanças sobre a condução e a realização dos debates.

A mudança de regras do Comitê Nacional Republicano pode ser oficializada na próxima reunião do partido, disse McDaniel.

(Reportagem de Kanishka Singh, em Bengaluru, e Jason Lange, em Washington)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos