Partido de Shinzo Abe sai reforçado nas eleições parlamentares

Antes de anunciar os vencedores das eleições parlamentares deste domingo, o primeiro-ministro japonês pediu um minuto de silêncio em memória de Shinzo Abe.

A coligação conservadora no poder ganhou as eleições no Japão, que tenta ultrapassar a morte do político que bateu o recorde de longevidade na liderança do país. Neste domingo, mais de mil pessoas esperaram em fila para colocar flores e rezar no local do ataque, na cidade de Nara.

Na sequência do assassinato de Abe, a eleição teve um novo significado, com todos os líderes políticos a enfatizarem a importância da liberdade de expressão e a promessa de não recuar na violência contra a democracia.

Depois de dois dias detido numa esquadra da polícia em Nara, o suspeito do assassinato do antigo primeiro-ministro japonês foi transferido pelas autoridades.

Um alto funcionário da polícia regional reconheceu possíveis falhas de segurança que permitiram ao agressor aproximar-se tanto e disparar uma bala contra o ainda influente antigo líder japonês.

Tetsuya Yamagami justificou o crime com uma suposta ligação de Shinzo Abe a um grupo religioso que provocou a ruína financeira da mãe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos