Partidos de esquerda se unem contra Netanyahu em Israel

(Arquivo) O premier de Israel, Benjamin Netanyahu

O partido trabalhista israelense Gesher e o partido de esquerda Meretz anunciaram, nesta segunda-feira (13), uma aliança para as eleições parlamentares de 2 de março, com o objetivo de derrotar o premier conservador Benjamin Netanyahu.

Em um comunicado, os líderes do Gesher, Amir Peretz, e do Meretz, Nitsan Horowitz, informaram que vão apresentar uma lista conjunta chamada "EMET" ("Verdade") nas próximas eleições.

"Peretz e Horowitz querem transmitir uma mensagem de união e de esperança de mudança política que será o coração social e a direção política do futuro governo, após o fim da era Netanyahu", acrescenta o comunicado.

Esta é a terceira vez em um ano que o país terá eleições legislativas. Desta vez, estão sendo convocadas após o fracasso de Netanyahu e de seu rival de centro Benny Gantz de formarem uma coalizão, após as eleições de setembro.

A oposição de esquerda busca se unir para evitar que o partido da situação, o Likud, no poder desde 2009 e envolvido em três casos de corrupção, ganhe as eleições em março.

Com seis e cinco cadeiras na disputa de setembro, respectivamente, Gesher e Meretz querem formar uma lista comum para assegurar que ambos superem o limite mínimo de votos (3,25% do total nas urnas), exigido pelo sistema de representação proporcional israelense para se ingressar no Parlamento.