Partidos de oposição da Venezuela vão participar de eleições regionais, dizem fontes

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

CARACAS (Reuters) - Os principais partidos de oposição da Venezuela devem anunciar esta semana candidaturas para as próximas eleições para governadores e prefeitos, disseram três fontes com conhecimento da situação, após três anos de boicotes eleitorais.

Os adversários do presidente Nicolás Maduro ficaram de fora da votação presidencial de 2018 e da eleição legislativa de 2020 alegando fraudes em favor do governista Partido Socialista.

Líderes de oposição nas províncias da Venezuela têm pressionado pelo abandono da estratégia abstencionista e passaram semanas em negociações para forjar uma plataforma unificada contra os aliados de Maduro.

O anúncio da adesão à eleição de 21 de novembro pelo controle de 23 Estados e 335 municípios é esperado para terça ou quarta-feira, segundo uma das fontes, que pediu para não ser identificada.

Os partidos políticos Vontade Popular, Primeiro Justiça, Ação Democrática e Um Novo Tempo devem apresentar candidatos, disseram as fontes.

O Conselho Eleitoral Nacional ampliou no sábado o prazo para registro de candidaturas para quarta-feira, dando à oposição dias adicionais para concluir suas negociações internas.

A oposição participou das eleições pela última vez em uma votação de 2017 para governadores.

Aliados de Maduro e líderes de oposição retomarão na sexta-feira as negociações na Cidade do México com o objetivo de amenizar um impasse político de longa data.

(Reportagem de Mayela Armas e Vivian Sequera)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos