Passageiros de avião na Indonésia se negam a embarcar por mau cheiro

Vendedor de durião em Banquecoque, em 1 de junho de 2018

Os passageiros de um avião na Indonésia atrasaram em uma hora o voo por se recusarem a embarcar em razão do mau cheiro que exalava de mais de duas toneladas de durião, considerada uma das frutas mais fedidas do mundo, armazenadas no porão da aeronave.

Os passageiros do voo da companhia Sriwijaya Air, que na segunda-feira deixou Bengkulu para Jacarta, queixaram-se do mau cheiro e se recusaram a embarcar, também preocupados com o excesso de peso.

A empresa reconheceu que o avião transportava mais de duas toneladas dessa fruta, mas que não representava nenhum risco para o voo e que o mau cheiro se dissiparia com a decolagem.

"O durião não é classificado como material perigoso e pode ser transportado em um avião", disse Abdul Rahim, um funcionário da empresa, à rede de televisão Kompas. Ele atribuiu o odor ao calor.

"Nós tomamos as medidas necessárias, tais como colocar folhas de pandano (uma planta tropical) e pó de café para absorver o cheiro do durião", acrescentou.

Finalmente, o pessoal da empresa descarregou a fruta e os passageiros entraram no avião, que chegou a Jacarta com uma hora de atraso.

O durião é uma fruta muito popular no Sudeste Asiático, onde alguns a consideram deliciosa por causa de sua textura cremosa e seu aroma de queijo azul e outros muito desagradável ​​por causa de seu cheiro.