Passageiros de cruzeiro isolados no Recife deixarão navio para voltar aos seus países

Leandro Prazeres
Mais de 600 passageiros e tripulantes estão impedidos de desembarcar de um cruzeiro no Recife, após um canadense de 78 anos apresentar sintomas de coronavírus

BRASÍLIA — Passageiros que estavam isolados em um cruzeiro na costa da cidade do Recife começarão a ser desembarcados nesta sexta-feira. Segundo as autoridades locais, o desembarque será organizado em cinco grupos, de acordo com as nacionalidades dos passageiros e as agendas dos voos de retorno aos seus países de origem. O grupo vem sendo mantido em isolamento desde que pelo menos dois passageiros, oriundos do Canadá, testaram positivo para o novo coronavírus.

O cruzeiro Silver Shadow está atracado na costa do Recife há quase uma semana, depois que um canadense passou mal e precisou ser socorrido pelas equipes de saúde da capital pernambucana. Posteriormente, ele foi diagnosticado com o novo coronavírus. Sua mulher também fez o teste e foi diagnosticada com a doença.

Desde então, os 609 passageiros e tripulantes da embarcação vinham sendo mantidos em regime de isolamento e impedidos de deixar o navio.

Os voos que levarão os passageiros de volta aos seus destinos foram providenciados pela empresa de cruzeiro responsável pela embarcação. Os voos sairão para os Estados, países da Europa como o Reino Unido, e também para a Austrália.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está realizando inspeções a bordo do navion para checar as condições de saúde dos passageiros antes que eles embarquem nos voos. De acordo com a Anvisa, esse monitoramento tem sido feito diariamente.