Passageiros enfrentam frio durante 16 horas em avião avariado no Canadá

O voo 179 da United Airlines havia decolado de Newark, Nova Jersey, rumo a Hong Kong, com cerca de 250 passageiros a bordo

Uma emergência médica e um problema mecânico forçaram os passageiros de um avião da companhia aérea americana United Airlines a permanecer por cerca de 16 horas a bordo da aeronave sem aquecimento, na pista gelada de um aeroporto canadense, informou o canal público CBS.

O voo 179 da United Airlines havia decolado no sábado à noite de Newark, Nova Jersey, rumo a Hong Kong, com cerca de 250 passageiros a bordo.

O avião teve que fazer um pouso de emergência no aeroporto de Goose Bay, na província de Newfoundland and Labrador, na costa leste do Canadá, depois que um passageiro precisou de atendimento médico.

Depois que a pessoa foi transferida para o hospital, o avião não pôde decolar, aparentemente porque a temperatura de -30 °C congelou uma porta.

Como nenhum agente da alfândega trabalhava durante a noite, os passageiros tiveram que permanecer no avião, onde muitos deles tremiam sob os cobertores finos fornecidos pelos comissários de bordo.

Um avião substituto chegou a Goose Bay no final da manhã de domingo e decolou horas depois com os passageiros do voo 179 para Newark, de onde haviam partido no dia anterior.

Grande parte do Canadá registrou temperaturas muito baixas e tempestades de neve durante o fim de semana.